Publicidade 261x35

Publicidade
03:40

Opinião Formada

04-12-2012 - 07:50:00

Edersen Lima

Contribuinte paga mais de R$ 7 mil para
Mozarildo se hospedar no Copacabana Palace

Brasília - Leitores da Coluna enviaram e-mails querendo saber sobre a "nova" do senador Mozarildo Cavalcanti: A "nova" são as viagens a passeio com hospedagens em hotéis cinco estrelas bancados com dinheiro público.
 
O Ato nº 10 do 1º Secretário do Senado de 03/06/2011 sobre o uso de passagens áreas pelos senadores e pagas com a verba indenizatória determina que tais passagens sejam referentes "a cinco trechos aéreos, ida e volta,da capital do Estado de origem a Brasília, conforme Tabela IATA de tarifa governamental". Isso vale para alguns senadores.
 
No caso de Mozarildo, a coisa é bem diferente quase parecida com as suas "atividades parlamentares" aos sábados e domingos em restaurantes de luxo.
 
De agosto do ano passado a agosto desse ano, ou seja, no período de um ano, o senador bom de pratos requintados viajou 15 vezes para São Paulo, Fortaleza, Rio de Janeiro, Porto Seguro, Belém e Porto Alegre. Não se sabe quais foram essas atividades parlamentares de Mozarildo, haja vista que se desconhece qualquer registro sobre, por exemplo, qual a missão oficial que ele cumpriu no Rio de 11 a 16 de outubro de 2011, onde o contribuinte além de bancar as passagens pela TAM, ainda bancou a sua singela hospedagem no Copacabana Palace, o hotel mais famoso do país, com conta ainda mais singela no valor de R$ 7.477,45, por cinco dias. Ver abaixo, cópia da prestação de contas de outubro de 2011, de Mozarildo:
 
Sim, amigo leitor, você pagou R$ 7.477,45 para Mozarildo Cavalcanti se hospedar por cinco dias no Copacabana Palace, no Rio de Janeiro.
 
E tem mais hotéis cinco estrelas na lista do nobre senador. Quando viaja (com verba indenizatória) para visitar a mãe em Belém, Mozarildo é cliente vip do Brasilton Belém Hotel. Em abril passado, ele foi comemorar o 88º de sua mãe e ainda postou no Facebook a sua façanha. "Com minha mãe que hoje completa 88 anos (e 8 meses e 20 dias que fez delicada cirurgia no coração). Estou muito feliz de estar comemorando com ela essa data e quero compartilhar essa alegria com todos!", publicou o filho que esqueceu de agradecer ao contribuinte as passagens e hospedagens que desfrutou. Nessa, o amigo leitor pagou R$ 2.737,64 pelos três dias que senador comemorou o aniversário de sua mãezinha. Abaixo, o singelo post de Mozarildo:
 
Desde que o Fontebrasil noticiou os banquetes de Mozarildo em restaurantes de luxo, ele, com clara intenção de nos intimidar, moveu 18 ações judiciais contra este Editor e contra o site. 
 
Como homem público probo que não admite qualquer questionamento ou suspeita sobre a sua honra, como repetiu várias vezes em juízo, em nenhum momento o senador quis prestar qualquer esclarecimento ou justificar ou tirar qualquer dúvida do leitor do Fontebrasil e do eleitor roraimense que, todos os meses, paga suas contas via verba indenizatória, paga o seu salário, paga o seu auxílio moradia (R$ 4 mil) - embora ele tenha casa própria em Brasília - e outros gastos. Preferiu, repete-se, a intimidação via ações judiciais como meio de evitar que a conta que pagamos fosse revelada.
 
E por que Mozarildo, o digno e honrado, não esclareceu e justificou os valores de seus regabofes, em sábados, domingos e nos recessos do Congresso, e agora, as hospedagens em cinco estrelas como o Copacabana Palace?
 
Resposta: Porque simplesmente não existe justifica plausível para esses atos.
 
Nâo há como acusar Mozarildo de confundir as coisas, sobre o que é moral e o que é imoral, e o que é legal com o que é ilegal. Ele sabe muito bem o que faz, tanto que nada responde, hoje. Mas amanhã, vai prestar contas direitinho disso tudo, seja junto ao conceito que a sociedade faz de políticos como ele, seja na Justiça tendo que devolver os gastos que nada têm a ver com "atividades parlamentares" em restaurantes de luxo, passagens a passeio e hospedagens em hotéis cinco estrelas.
 
Fusão
Dois dos mais admirados especialistas em marketing político no País, o publicitário Duda Mendonça e o sociólogo Antonio Lavareda, anunciaram a fusão de suas empresas para oferecer ao mercado a agência DM/Blackninja, que pretende inovar na área de planejamento estratégico em comunicação. E trabalhar em campanhas eleitorais, claro. Duda Mendonça foi o responsável por campanhas memoráveis, como a do ex-presidente Lula em 2002, e Lavareda atuou em campanhas exitosas inclusive no exterior, como a que definiu o atual primeiro-ministro de Portugal, Pedro Passos Coelho. Na nova empresa, Duda Mendonça será o presidente de Criação, com escritórios em São Paulo, Pernambuco, Distrito Federal e Maranhão.
 
Danadão afinado com Rodrigue
O líder da oposição, Brito Danadão, é outro que já identificou os passos do vice Chico Rodrigue. “Ele, muitas vezes, se posiciona contrário à política do governador, e acredito que, por isso, tenha saído do PMDB. Veio para o PSB para montar uma base sólida sim, ampliar alianças, mas não dependentes do Governo. A ação é estratégica visando às eleições 2014”, disse ele o "jornal do Getúlio", completando: "Quem está ficando só é o governador [Anchieta Júnior]. A oposição está se fortalecendo”.
 
Aécio é o nome
Membros da cúpula do PSDB defenderam ontem o nome do senador Aécio Neves (MG) para a disputa presidencial de 2014. A citação do nome do senador foi feita em encontro do partido, comandado pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e pelo presidente nacional da sigla, deputado Sérgio Guerra (PE). O governador José de Anchieta também particiou do evento.
 
Exposição de imagem
Ficou acertado que o primeiro passo para a consolidação interna do nome de Aécio será a ocupação da presidência do PSDB em maio, quando ocorrem eleições internas para o posto. A estratégia do partido é usar 40 propagandas semestrais da legenda na TV para expor a imagem do senador.
 
Ação contra pagamento de IR dos senadores
Advogado maranhense, Pedro Leonel Pinto de Carvalho entrou com uma Ação Popular na Justiça pedindo que o Senado seja impedido de pagar o Imposto de Renda sobre o 14º e 15º salários dos senadores.
Na ação, Carvalho, por ter mais de setenta anos, pede prioridade de tramitação do processo na Justiça e aproveita para dizer que, como alguns senadores resolveram pagar o imposto devido, essa seria a prova de que o pagamento é uma imoralidade administrativa.
 
Macaco Simão:
Semana animada: Madonna, Rosemary e Timão! E diz que a Rosemary é corruptrefe: corrupta mequetrefe!
E um leitor disse que o Lula é muito cabra macho, nasceu em Garanhões! Garanhuns vira Garanhões! Rarará! E um amigo me disse que a imprensa virou fiscal de pinto e fiscal de rosca! E uma petista disse que "este caso Rosemary é futrica". Futrica, não! FUCKTRICA! Rarará!
 





Vídeos do Fonte

  • Sting e Wonder

  • New Age

  • Um ano

  • Marcelo Jeneci

  • Morte de jornalista

  • Quebra vidraças

  • Beatles

  • Morte do Cisne

  • Ana Botafogo 1

  • Ana Botafogo 2

  • Briga de irmãos

  • Light Years - Pearl Jam

© 1996-2013 www.fontebrasil.com.br - Todos os Direitos Reservados - A informação que forma a opinião