Publicidade 261x35

Publicidade
04:17

Opinião Formada

24-10-2014 - 08:56:00

Edersen Lima

Igual a Neudo
Brasília - Dirigentes do PT andam questionando que moral têm Paulo Roberto Costa e Alberto Youssef, principais operadores do desvio de dinheiro público na Petrobras, pois estão enrolados até o pescoço com esquema que pode ter surrupiado dos cofres da estatal cerca de R$ 10 bilhão.

Realmente, Paulo Roberto e Ypussef não têm moral alguma. Mas são comparsas e testemunhas do esquema. Servem, sim, como informantes do roubo. Servem para esclarecer como, quando, quanto aconteceram os desvio de dinheiro e, principalmente, quem são os beneficiados. A polícia, o Ministério Público e a Justiça não os descartam. Pelo contrário, um já recebeu o beneício da delação premiada, caminho que outro também deverá tomar.

Se Paulo Costa e Alberto Youssef, ambos sem moral, servem - e muito - para que o roubo na Petrobras seja esclarecido, por que, o engenheiro Carlos Levischi não serve como testemunha e informante do maior esquema de desvio de dinheiro de Roraima, o Escândalo dos Gafanhotos, em que Neudo Suely Campos foram beneficiados politicamente?


Levisch não tem moral nenhuma para muitas coisas. Mas a tem suficiente para apontar a verdade dos fatos. No depoimento que deu no horário eleitoral, Levischi não foi além, pelo contrário, foi até contido nas declarações que deu em comparação ao seu depoimento em juízo sobre o escândalo.

Já se vão 11 anos desde as prisões de Neudo, Darbilene Rufino, esposa do então presidente da ALE, Mecias Milagreiro de Jesus, e mais assessoras de dois conselheiros do TCE além de outras 49 pessoas. Quantos novos moradores o estado não recebeu de lá pra cá? Quantos desses moradors desconhecem o rolo dos gafanhotos? E quantos eleitores hoje com mais de 18 anos eram crianças e não tomaram conhecimento do escândalo? É justo esse passado vergonhoso ser varrido pra debaixo do tapete?

Neudo, em sua folha corrida, esta condenado a mais de 60 anos de prisão por peculato, desvio de dinheiro púbico e formação de quadrilha. Elegê-lo indiretamente é como garantir que o crime compensa. E se mesmo assim, essa for a vontade da maioria do eleitorado roraimense, ao menos não se negou ao eleitorado condições de melhor avaliar quem é quem na disputa pelo governo doe stado, com as informações prestadas por Carlos Levischi que, repete-se, não tem moral nenhuma, tanto quanto igual a Neudo.


Questionamento
Em depoimento que não foi ao ar, Carlos Levischi relembrou fatos daqueles anos lucrativos do governo Neudo Campos. As lembranças originaram um questionamento, o papel da hoje conselheira do TCE, Cilene Salomão, então poderosa chefe da Casa Civil, na articulação e execução do esquema. Nada sabia ela sobre a gafanhotagem, haja vista que tudo passava pelas suas mãos?


Gravações
Há gravações, conversas de Cilene com outro colega, muito próximo dela, César Mansoldo, então secretário de Planejamento, em que ele relata a ela que alertou Neudo sobre o rombo na Codesaima promovido pelos cunhados dele e de dona Suely Campos. Cilene concorda, afirmando que "a eleição de Neudo passava pela Codesaima".
Depois a conversa dois dois secretários tomou outro rumo.





Vídeos do Fonte

  • Sting e Wonder

  • New Age

  • Um ano

  • Marcelo Jeneci

  • Morte de jornalista

  • Quebra vidraças

  • Beatles

  • Morte do Cisne

  • Ana Botafogo 1

  • Ana Botafogo 2

  • Briga de irmãos

  • Light Years - Pearl Jam

© 1996-2013 www.fontebrasil.com.br - Todos os Direitos Reservados - A informação que forma a opinião