Publicidade 261x35

Publicidade
22:24

Opinião Formada

27-07-2015 - 08:00:00

Edersen Lima

Sem nome
Olhando para 2016, hoje, o que mais pesa para Neudo é a avaliação muito crítica que a população vem fazendo do "seu" governo desde que assumiu junto com toda a sua parentada e o não cumprimento de outras tantas feitas durante a campanha eleitoral.
Isso tudo junto não soma muita coisa para que o governo apresente um candidato à Prefeitura de Boa Vista que o eleitor encontre referências ao menos positivas.
Não se duvida que a idéia do eleitor hoje é de que um candidato apoiado pelo governo fará igual ou até menos do que Neudo e Suely Campos prometeram e ainda não fizeram.


Sem resposta
Sendo assim, no Palácio Hélio Campos cresce entendimento de que o objetivo para 2016 é não deixar Teresa Surita se re-eleger. Como?
Eis a questão que o "conselheiro" Neudo Campos ainda não encontrou resposta.


Com quem?
Na falta de um nome (candidato) forte ou eleitoralmente viável, cresce como objetivo a opção de somar com quem quer que seja para enfrentar Teresa, mesmo que esse nome venha do PT ou até mesmo do PSDB. 


O que mostrar?
Experiência na administração municipal não falta ao grupo palaciano. Neudo, de forma direta e bem incisiva, participou do segundo mandato de Iradilson Sampaio (2009-2013) quando indicou para vice prefeita dona Suely, e junto com o homem do milagre da multiplicação dos bens, Mecias de Jesus, mais o homem das rinhas de galo Telmário Mota, e os deputados da oposição ao governo Anchieta Júnior, deixaram Boa Vista à beira da falência.
Então, o que Neudo, Telmário, Mecias e demais apoiadores vâo defender, propor a mostrar durante a campanha do ano que vem?


O eleitor lembra
Ainda está bem viva na memória do eleitor, Mecias de Jesus e Telmário Mota - os dois foram candidatos a prefeito de Boa Vista em 2012 -, "fugindo" de Iradilson e de qualquer ligação em público ou nos programas de rádio e TV durante a campanha eleitoral com o então prefeito que os acomodou politicamente. Isso, devido à péssima avaliação que a população da capital tinha daquela administração.


Vivenciando Sonhos
No último sábado, 25, uma parceria que envolve a Escola Municipal Raimundo Eloy Gomes e o Instituto Federal de Roraima (IFRR) deu início ao projeto “Vivenciando Sonhos”, que tem como objetivo ampliar os conhecimentos dos alunos em diversas áreas, além de contribuir com a comunidade dos bairros Senador Hélio Campos, Conjunto Cidadão e vizinhanças. 
Participaram do evento de lançamento os alunos de ambas as instituições e também os pais e responsáveis. Como forma de expor a proposta do projeto, os estudantes do IFRR fizeram apresentações de teatro, coral e judô. A ideia é que em cada sábado, no período de manhã e tarde, sejam oferecidos aos alunos cursos e oficinas de forma a despertar neles o interesse por uma das práticas, como educação física, natação, língua estrangeira – espanhol, libras, artesanato, reciclagem, entre outros. 


Normal
Revista feita no sábado, 25, durante a entrada de visitantes na Penitenciària de Monte Cristo, flagrou uma mulher tentando entrar com - pasme, amigo leitor - seis cartelas de remédio, cinco chips de celular, seis aparelhos celulares, fones de ouvido e outros "acessórios".
Diante de tanta ousadia, a conclusão que se se pode tirar é que passar com objetos como os apreendidos é "normal" naquela penitenciária. A mulher flagrada, pelo visto, não deu sorte, e esbarrou numa fiscalização mais atenta, ou normal, como tem que ser.


Prioridade
O consumo de crack no Rio de Janeiro virou caso de prioridade de ação social do governo carioca. Todos os berçários da cidade do Rio que atendem especificamente bebês filhos de mães viciadas estão lotados. A justiça acelerou programa de adoção dos recém-nascidos que, por causa do vício e consumo da droga pela mães, sentem os resultados do consumo indireto como a abstinência, que os torna mais agitados.
Há intenção do Congresso tornar o combate ao crack, que é uma droga tida como barata, prioridade de ação social em todo o país.


Aumento de consumo 
O aumento do consumo do crack em todo o país - inclusive em Boa Vista - não está ligado só a moradores de rua e pessoas pobres da periferia das grandes cidades. Dados das secretarias de Segurança, de Ação Social, e de Saúde de várias capitais já identificaram entre os viciados estudantes, servidores públicos, profissionais liberais, que antes consumiam outras drogas e pelo baixo custo, passaram para o crack.


Chocou o DF

Na semana passada, um caso chocou o Distrito Federal. Duas crianças de dois anos e meio e um ano e meio foram internadas no Hospital Regional do Gama, a 30 kilometros de Brasília, com sintomas de abstinência de crack, informou o Conselheiro Tutelar do DF. A mãe das crianças costumava esconder pedras do entorpecente na boca das filhas para escapar de abordagens da polícia. A mulher perdeu a guarda delas no mês passado, após ser flagrada tentando vender as crianças no Entorno do DF.


Alcançando quorum
O Planalto e o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, concordam pelo menos uma coisa: ambos estimam que 255 dos 513 deputados federais já se manifestam abertamente pela admissibilidade da proposta de impeachment da presidente Dilma. Neste momento, doze propostas estão tramitando. O governo espera ainda reverter a posição de deputados do PTB e do PP; eles somam 64 deputados.
São exigidos no mínimo 342 votos para que os parlamentares promovam o impeachment da presidente Dilma.


Cada um dá o que tem
Enquanto Roraima precisa resolver questões cruciais de fornecimento de energia elétrica, produção agrícola, melhorias urgentes na saúde, segurança e educação, tem político bazofeiro  que se ocupa fazendo política dando melancia e sanduíche de pão com manteiga para meia dúzia de pessoas. A meta, no futuro, é distribuir bucho.


Como uma luva
Cada vez que Telmário Mota fala em "aves de rapina", ele esquece que a denominação cai como uma luva para quem roubou dinheiro público já condenada na primeira e segunda instâncias, e com negativa de recursos pelo STF.


Testando popularidade
E o ex-governador Anchieta Júnior, ao que parece, se interessou pela idéia de disputar a Prefeitura de Boa Vista. Fim de semana ele saiu perambulando em alguns pontos comerciais na periferia da cidade sentindo a sua popularidade.


Caprichos
No entanto, Anchieta, caso deseje disputar a PMBV, terá que se entender com a ex-mulher Shéridan...(foto ao lado), que sonha com isso desde a campanha eleitoral do ano passado. E até as pedras soltas do Beiral sabem que Anchieta nunca negou certos caprichos.





Vídeos do Fonte

  • Sting e Wonder

  • New Age

  • Um ano

  • Marcelo Jeneci

  • Morte de jornalista

  • Quebra vidraças

  • Beatles

  • Morte do Cisne

  • Ana Botafogo 1

  • Ana Botafogo 2

  • Briga de irmãos

  • Light Years - Pearl Jam

© 1996-2013 www.fontebrasil.com.br - Todos os Direitos Reservados - A informação que forma a opinião