Publicidade 261x35

Publicidade
05:45

Opinião Formada

21-11-2014 - 08:28:00

Edersen Lima

Tudo a ver
Faz todo o sentido, segundo o senador Romero Jucá, a união entre Neudo Campos e José de Anchieta com o objetivo de afastar a prefeita Teresa Surita para que o seu vice  Marcelo Moreira, assuma a Prefeitura de Boa Vista. Anchieta, do alto de suas 10 arrobas, foi o principal cabo eleitoral da eleição de dona Suely. Com um governo cheio de denúncias e muito mal divulgado graças à má gestão de sua comunicação social, Anchieta se transformou no político de maior rejeição no estado, tanto que depois de sete anos à frente do governo, ficou em quarto lugar para o Senado.
Teresa afastada quem assume é Marcelo Moreira, "chegado" de Anchieta.


Graças a Rui
Não se duvida que Neudo tenha patrimônio eleitoral em torno de 30% a 35% do eleitorado, os outros 20 e poucos por cento que dona Suely obteve não foram e não são do marido e muito menos dela, uma espécie de "poste eleitoral", e sim, da revolta do eleitor e da sua vontade de mudança diante de um governo muito mal avaliado, repete-se, graças à péssima gestão de sua comunicação social.


Explicação pra voto em condenado
Dessa forma, Anchieta com seu governo mal comunicado e recheado de denúncias, ajudou e muito Neudo. Foi, como dissemos acima, seu princial cabo eleitoral pois Neudo, por sua vez, foi quem melhor vestiu o uniforme de oposição. Só isso explica que o eleitor tenha votado no "poste" que um político apontado como "maior ladrão dos cofres públicos do estado" junto com o velho boqueta, condenado a mais de 60 anos de prisão, apoiou.


Motivo da peia
Não há lógica de se votar em quem tem a pecha de ladrão, em se votar em quem é condenado da justiça por roubo de dinheiro público, desde quando o que se quer é mudança radical. E no que se refere à eleição desse ano em Roraima, Anchieta foi o grande parceiro de Neudo, pois se tivesse tido ao menos uma gestão de comunicação social decente, não teria levado a peia que levou das urnas, coisa só parecida com que o senhor de todas as dragagens Getúlio Paredão Cruz, levou em cinco tentativas frustradas.



Troca-troca
Dessa união com Neudo, Anchieta espera levar vantagem tendo a complacência do novo parceiro político em não colocar uma lupa para verificar contratos, pagamentos e outras ações desenvolvidas no Palácio Hélio Campos nos últimos sete anos.


Não vão fazer nada
Causou indignação a defesa de chefes de órgãos de controle, como Jorge Hage (Controladoria Geral da União), de um “acordo de leniência” para preservar contratos bilionários, obtidos mediante fraude em licitação e pagamento de suborno, de empreiteiras envolvidas na ladroagem da Petrobrás. A hipótese é tão absurda quanto o presidente do Tribunal de Contas da União, Augusto Nardes, afirmar que as obras “não podem ser paralisadas”. Podem, sim. Mais que isso: devem.
Oito meses depois da operação Lava Jato, a CGU nem sequer cogitou – como em outros casos – declarar inidôneas empresas corruptoras.


Impeachment já
A prisão dos poderosos chefões de empreiteiras, acusados de subornar autoridades e políticos para obter contratos bilionários na Petrobras, aumentou a tensão de aliados do governo no Congresso. Só falam em eventual impeachment de Dilma. Eles próprios, governistas, temem o  surgimento de indícios de envolvimento da presidenta no escândalo, ou informações sobre dinheiro sujo no financiamento da sua reeleição.


Convocação
A Prefeitura de Boa Vista convocou mais oito aprovados no concurso público da Empresa de Desenvolvimento Urbano e Habitacional (Emhur). Foram convocados os aprovados nos cargos de agente de fiscalização e transporte, fiscal fundiário, analista de sistemas e assistente administrativo.


Esse assunto Neudo conhece
Em entrevista ao "draga news", Neudo Campos falou de cátedra sobre assunto que ele conhece melhor do que ninguém: medo de prisão. Semana que vem, faz 11 anos que Neudo passou uma "etapa" vendo o sol nascer quadrado, preso como chefe da quadrilha dos gafanhotos.


Choro e tremidão
Preso em Brasília, Neudo foi levado daqui a Boa Vista em avião da Polícia Federal, que antes teve que deixar outro preso em Manaus. Lá, Neudo deve que ser acudido por um médico diante da crise de choro e tremidão que sofreu provavelmente com o tal medo de prisão que tão comentou no "draga news". Há testemunhas disso, entre elas, um ex-genro seu.


É enorme
Dona Suely vai anunciar que assim que assumir o governo irá verificar todos os contratos de prestações de serviços fechados. A possibilidade de todos ou quase todos serem cancelados é enorme.


Cancelamento geral
Se algum empresário que ganhou licitação e contrato com o governo Chico Rodrigue e pagou ou acertou pagar alguma "taxa" extra, que fique atento: seu contrato poderá ser rescindido por dona Suely, que pretende estar à frente do fechamento de tudo quanto for acerto para serviços e fornecimentos para o estado.


Curitiba produz gatas fora da lei

Fabiana Nogueira, gata acima, é acusada de ter furtado um carro de uma concessionária de Curitiba durante um test-drive em maio de 2013 é considerada foragida pela Polícia Civil. Ela é suspeita de ter roubado um óculos de grau no valor de R$ 736 de uma ótica.
O caso aconteceu em outubro. Ontem, a mãe de Fabiana prestou depoimento à polícia e devolveu o óculos roubado, ainda segundo o delegado. A jovem de 28 anos responde em liberdade ao processo por furto qualificado mediante fraude, ocorrido em maio de 2013. na semana passada, a dentista - também gata - Marina Stresser de Oliveira (foto abaico), 26 anos, foi presa por tráfico de armas e drogas também em Curitiba.


Menos mal
Pelo menos, as gatas Fabiana e Marina não roubam dinheiro público que serviria melhor para a saúde, para a educação e para a segurança, como uns e outros "boquetas".





Vídeos do Fonte

  • Sting e Wonder

  • New Age

  • Um ano

  • Marcelo Jeneci

  • Morte de jornalista

  • Quebra vidraças

  • Beatles

  • Morte do Cisne

  • Ana Botafogo 1

  • Ana Botafogo 2

  • Briga de irmãos

  • Light Years - Pearl Jam

© 1996-2013 www.fontebrasil.com.br - Todos os Direitos Reservados - A informação que forma a opinião