Publicidade 261x35

Publicidade
03:22

Opinião Formada

05-02-2016 - 12:27:00

Edersen Lima

Quem não é Lula da Silva

Para comprar um apartamento da Bancoop, o vendedor Rogério Navarro e a mulher, a professora Silvana, rasparam o saldo do FGTS e venderam o carro. A ideia era parar de pagar aluguel e atender ao pedido da filha, que sempre quis um quarto só para ela. Só que a Bancoop quebrou, a OAS assumiu a obra e o prédio nunca saiu do chão. Hoje, Navarro e a família vivem de aluguel em um apartamento na Zona Leste. Ele diz não ter mais esperança de receber a casa. “Nunca mais tivemos notícias da OAS.”
É no que dá não serem da família Lula da Silva: São os sem carro, sem fgts, sem casa...


Crise de identidade
“Ficamos de ter uma reunião qual será a nossa postura (se de oposição ou de apoio à governabilidade, aquele acordo em que deputados apóiam certas votações do governo e em troca, o governo atende alguns de seus pleitos, entre esses, empregos para aliados) antes de os trabalhos começarem para que a gente possa ouvir os colegas. Todo mundo vai se manifestar”, disse em entrevista ao jornal do Getúlio, o líder do G12 ou G13 ou G alguma coisa, George Melo.
Aí, pergunta-se, o grupo já não tem uma postura firmada de independende?


Nem Rolando Lero faria melhor
“Minha opinião é de que, se as coisas forem importantes para o Estado, seremos a favor. Mas não deixaremos de fazer nossa posição crítica de mostrar os erros do governo para que a gente possa ter um Estado melhor. Essa é a minha opinião. Se a da maioria não for essa, apoio a maioria do grupo”, afirmou, George Melo, que na conta do conselheiro governamental Neudo Campos, apóia o governo, e que, de certo modo, já queimou a língua quando em segredo, sem avisar e consultar os demias golegas de grupo, foi se reunir com a governadora dona Suely Campos em busca de entendimentos.
Ora, entendimentos em política nada mais é que a pura relação do toma-lá-da-çá, que pode ser na positiva troca de apoio político, como troca de favores - individuais ou coletivos - não tão ortodoxos.


Perguntinha:
Também dessa última declaração de George Melo, cabe questionar: Que "posisão crítica" é essa que, diante de denúncias graves contra o governo, como a protocolada em setembro do ano passado pelo Ministério Público de Contas, que inclusive pede o afastamento da governadora, sequer foi analisada pela Casa?
E pelo que consta nos anais da ALE, só o deputado Jorge Everton fez pressão para que a queixa do MPC fosse colocada em pauta no plenário, mas até agora, quatro meses depois, nada.


Rebate falso
Pode não passar de rebate falso o pouso de aeronave apontada como sendo da Polícia Federal que teria ido a Roraima realizar alguma operação.


Cairam fora
Pelo sim e pelo não, teve político encrencado até o pescoço com a justiça que tratou de viajar para fora do estado, e outros acompanhados de fiéis assessores, para o interior roraimense.


Nomes sugestivos
Nas redes sociais, teve quem propusesse sugestivos nomes para a possível operação da PF. "Karaokê", "Bebum desafinado", "Fio de cabelo" e "Lambreta dos milagres".

 





Vídeos do Fonte

  • Sting e Wonder

  • New Age

  • Um ano

  • Marcelo Jeneci

  • Morte de jornalista

  • Quebra vidraças

  • Beatles

  • Morte do Cisne

  • Ana Botafogo 1

  • Ana Botafogo 2

  • Briga de irmãos

  • Light Years - Pearl Jam

© 1996-2013 www.fontebrasil.com.br - Todos os Direitos Reservados - A informação que forma a opinião